Dieta mediterrânea

A dieta mediterrânea é inspirada na alimentação diferenciada das pessoas que residem nos locais banhados pelo famoso Mar Mediterrâneo.

A dieta mediterrânea é um regime que pode te ajudar a emagrecer com saúde, e se você se esforçar e não abandonar essa dieta, com certeza terá ótimas chances de conseguir manter o peso ideal.

Os costumes alimentares desses povos são sinônimos de vida saudável, inclusive, diversos programas de TV, artigos científicos e reportagens já foram feitos demonstrando os benefícios de se adotar uma alimentação baseada no cardápio diário das pessoas que vivem às margens do Mediterrâneo.dieta mediterrânea

A dieta provou ser uma das mais saudáveis existentes e muitos médicos a elogiam por suas qualidades ligadas à saúde do coração e capacidades de estimular a perda de peso.

Plano de Dieta Fácil de Seguir

O cardápio da dieta do Mediterrâneo envolve o consumo de muito azeite de oliva, bem como um copo ou dois de vinho tinto por dia. Isso cria um plano de dieta gostoso e fácil de seguir que irá transformar seu corpo e melhorar sua aparência e sentimentos. Estudos mostraram que adultos que seguem as dicas da Dieta  Mediterrânea apresentam baixo risco de contrair doenças sérias, incluindo câncer, doenças cardíacas, Alzheimer e Parkinson. As orientações alimentares, pelo mundo, estão se alterando agora, para se tornarem mais similares à Dieta Mediterrânea.

Como Funciona a Dieta do Mediterrâneo

Comer mais peixe e aves. Inicie adicionando peixe ao sua cardápio no mínimo uma vez por semana. Consumir muita fruta, vegetais, legumes e integrais. Utilizar gordura saudável, como azeite de oliva.

Utilizar ervas para adicionar sabor ao invés de sal. Ervas não somente adicionam mais sabor, elas também são mais saudáveis. Você pode plantá-las em casa ou comprá-las desidratadas.

Limitar o consumo de carne vermelha. A carne vermelha é um fenômeno Americano. Foque em consumir carne vermelha apenas duas vezes por mês e não mais que isso.

Exercícios – os países mediterrâneos incluem inúmeras cidades onde caminhar é rotina. Você se exercita mais ao estacionar o carro mais longe da entrada ou ao ir de bicicleta ao invés de carro. Você pode também adotar corrida ou natação para perda de peso.

Consumir vinho tinto moderadamente. Moderação é a palavra chave aqui. Se você fica tonto ou bêbado, está tomando demais.

Uma das dicas da Dieta do Mediterrâneo é enfatizar as refeições compartilhadas com amigos e familiares. Fazer isso diminui a quantidade de comida que é ingerida e aumenta o prazer. A socialização é uma parte da saúde que muitas pessoas negligenciam em função dos avanços tecnológicos.

De Acordo com a Verdadeira Dieta do Mediterrâneo

Os nascidos na área do Mediterrâneo comem menos carne e, em média, consomem, diariamente, 9 ou mais porções de frutas ou vegetais. Isso é drasticamente diferente da média da dieta Americana. Adicionalmente às proteínas saudáveis e mais frutas e vegetais, você também deveria incorporar castanhas, que são grandes fontes de vitaminas e minerais.

Carboidratos são permitidos

A Dieta Mediterrâna também permite o consumo de carboidratos, para a alegria dos amantes de massas. Ao invés de comer sua massa favorita na manteiga, tente temperá-la com azeite de oliva e ervas, para uma sensação de paladar inteiramente nova, sem nenhuma parte ruim da manteiga.

Moderação é essencial

Tenha em mente que fazer a Dieta do Mediterrâneo não significa correr para o seu restaurante italiano preferido e chutar o balde. Os verdadeiros pratos Mediterrâneos são leves, saudáveis e cheios de sabor. Os molhos são frescos, finos, ao invés de cremosos, e são reforçados com quantidades de sabor, em oposição a pesados molhos à base de laticínios. As pessoas que se adaptam à Dieta Mediterrânea raramente voltam às sua dieta antiga porque não se sentem insatisfeitos ou enganados. Tente ver hoje como funciona a dieta e veja o que a alimentação saudável pode fazer por você.

Alimentos Que Você Pode Comer

Se está considerando experimentar a Dieta do Mediterrâneo, você provavelmente está procurando como funciona, algumas informações adicionais e dicas antes de entrar de cabeça. Uma das maiores questões que você provavelmente tenha é o que você pode comer. Essa é uma consideração muito importante, porque o sucesso da dieta depende de sua habilidade de se ater ao plano de alimentação.

Carnes e Frutos do Mar Saudáveis

Como diz o nome, a Dieta do Mediterrâneo foca-se em se alimentar como os nativos da área do Mediterrâneo se alimentam. Gregos, italianos e outros povos de tez morena, são todos mediterrâneos e todos têm dietas similares. Uma das coisas principais que você notará é que a Dieta Mediterrânea inclui menos carne vermelha do que provavelmente você está acostumado. Carne bovina não é grande parte do estilo Mediterrâneo de vida. Ao contrário, peixes, aves, cordeiros e, numa certa extensão, carne de porco, são as principais escolhas de proteína para o cardápio desta dieta.

Menos Carne Vermelha

Reduzir a carne vermelha tem mostrado altos índices de redução do risco de doenças do coração, ataques cardíacos e outros tipos de doença. A carne vermelha é substituída por porções menores de outras proteínas, ricas em vitaminas e nutrientes, incluindo ácidos graxos tipo ômega, encontrados em certos tipos de peixe.

Tipos de Proteínas

Além da redução em proteínas e alteração dos tipos de proteínas, a Dieta do Mediterrâneo enfatiza o consumo de alimentos frescos e crus. As refeições tendem a ser simples, porém contendo ingredientes de alta qualidade, que adicionam sabor e atrativos ao prato. Você comerá melhor, sem sacrificar paladar ou apelo visual.

Azeitedieta mediterranea azeite

Adicionalmente, os nativos da área do Mediterrâneo são conhecidos por utilizarem azeite de oliva ao invés de óleo vegetal. Azeite de oliva é uma gordura saudável que pode ser utilizada no preparo ou no tempero de alimentos, do mesmo modo que o óleo vegetal. O óleo de canola também pode ser utilizado, mas a maioria dos Mediterrâneos preferem o azeite de oliva.

Frutas e Vegetais

O centro da sua dieta consistirá de frutas e vegetais, ambos saudáveis e deliciosos. Tente sair um pouco de sua zona de conforto e experimentar novos sabores como alcachofras, alho-poró e cogumelos. Sua feira local é o melhor lugar para encontrar barganhas em produtos frescos, juntamente com receitas e dicas úteis de culinária.

Vinho Tinto é Permitido

Outra coisa pela qual a Dieta Mediterrâna é conhecida é por permitir um copo de vinho por dia. O vinho tinto é repleto de oxidantes que têm mostrado reduzir riscos de certas doenças, incluindo câncer e doenças cardíacas.

Nunca Cansa

A Dieta do Mediterrâneo é um jeito divertido e saboroso de se alimentar melhor e viver mais. O cardápido da dieta é fácil de seguir e permite uma imensa quantidade de variação, portanto você nunca desanima. Tente viver um estilo de vida Mediterrâneo hoje e veja o quão melhor você pode se sentir.

Café da Manhã na Dieta Mediterrânea

Se você decidiu mergulhar na Dieta do Mediterrâneo, você pode não saber por onde começar. Como funciona o café da manhã? O café da manhã é uma refeição importante e é fácil de ser adaptado a esta nova forma de se alimentar. Mudar seu café da manhã pode ajudá-lo a se adaptar à dieta de modo mais fácil e menos estressante para seu organismo.

Café da Manhã é Importante

O café da manhã é uma importante parte do dia a dia, portanto aproveite-o ao máximo, comendo um café da manhã Mediterrâneo. Você ficará chocado com a diferença que vai sentir e com quanta energia vai ter. Uma vez que inicie a dieta, será fácil converter mais refeições e fazer mais progressos.

Alimentos Frescos

A dieta enfatiza comer muitos alimentos frescos. Isso funciona tanto para café da manhã quanto para almoço e jantar. Ao invés da sua usual refeição rápida de donuts ou barras de proteína, por que não tentar algo um pouquinho mais saudável e muito mais saboroso. A Dieta do Mediterrâneo oferece muitas opções de café da manhã que proporcionam energia necessária para toda a manhã.

Apostando no Confiável

Você pode apostar no confiável por simplesmente substituir seu cereal matinal por algo feito de integrais. Iogurte é outra opção de café da manhã. Para aqueles mais aventureiros, um outro tipo de fruta ou uma receita especial de café da manhã pode ser exatamente o que seu médico prescreveu. Se escolher frutas para o café da manhã, escolha as com pigmentos mais escuros como ameixas, figos, toranjas e mirtilos.

Vitaminas e Minerais Essenciais

As frutas com pigmentação mais escura contêm níveis essenciais mais altos de vitaminas e minerais que auxiliam na prevenção de uma série de doenças, tais como câncer e doenças cardíacas. Os nativos do Mediterrâneo são conhecidos por terem taxas baixíssimas destas doenças, que são praticamente uma epidemia na América. A escolha de carboidratos complexos irá não apenas proteger seu organismo, como também proporcionar energia e melhorar a digestão.

Várias Sugestões de Alimentos

Um exemplo de café da manhã Mediterrâneo é um damasco aberto no meio, coberto com iogurte e mel. Você pode adicionar pistaches se quiser. Isto também pode ser comido com alguma torrada de trigo. Se este não é o do seu cardápio, você pode tentar aveia com leite quente, canela e amêndoas. Frutas secas são outras grandes opções de cobertura. Para comer no caminho, um sanduíche de pão integral, queijo, tomate e manjericão proporcionam muito energia, num pacote bacana. Omeletes com espinafre e queijo são escolhas fabulosas, se tiver mais tempo para cozinhar.

Geléias e Compotas

Ao invés de mergulhar seus alimentos de café da manhã em manteiga, tente adicionar sabor e atrativo com geléias e compotas. Há tipos feitos sem adição de açúcar que permitem que a doçura natural da fruta se destaque.

A Dieta do Mediterrâneo de Baixo Carboidrato

A Dieta Mediterrânea é conhecida por seus efeitos únicos na saúde e na vitalidade. E como funciona? A dieta promove alimentação natural, alimentos não industrializados, carnes com baixo teor de gordura e escolha consciente de gorduras, tal como o azeite de oliva para cozinhar e temperar. Contrariamente a comuns enganos, é possível fazer uma Dieta do Mediterrâneo de baixo carboidrato. A maioria das pessoas pensa em massas e grãos quando pensam em culinária Mediterrânea. Não é o caso. Apesar dos mediterrâneos gostarem de grãos como massas, por exemplo, há muito mais na Dieta do Mediterrâneo do que apenas esse único alimento. Adicione um dia por semana derealimentação para evitar entrar em modo de fome.

Dieta Mediterrânea Cetogênica

A Dieta do Mediterrâneo de baixo carboidrato é também conhecida como Dieta Mediterrânea Cetogênica. Esse plano de dieta é uma versão com baixo carboidrato de uma dieta normal, que não só promove benefícios de saúde como também é uma excelente forma de perder peso, de modo saudável.

Treinando Seu Metabolismo

Seu organismo consegue energia tanto de carboidratos quanto de gorduras. Quando você consome uma dieta de baixo carboidrato, você treina seu metabolismo a passar a queimar gorduras ao invés de carboidratos, o que ocasiona perda de gordura e perda de peso. Quando a gordura se quebra, ela libera cetonas na corrente sanguínea, razão pela qual a dieta é chamada de Cetogênica. Seguir uma dieta de 6 refeições por dia é crucial também para o aumento de seu metabolismo.

Baixos Carboidratos e a Dieta do Mediterrâneo

Então, você deve estar se perguntando por que a dieta de baixos carboidratos e a Dieta do Mediterrâneo funcionariam bem juntas. A resposta é simples. A Dieta do Mediterrâneo e a dieta de baixos carboidratos compartilham vários componentes importantes. Ambas colocam ênfase em ingerir frutas frescas e vegetais em seu cardápio, bem como proteínas magras (como carnes magras, que também são indicadas pela Dieta do Índice Glicêmico), queijos, gorduras saudáveis e castanhas.

Todos Os Aspectos de uma Dieta do Mediterrâneo Tradicional

De modo simples, a Dieta do Mediterrâneo de Baixos Carboidratos inclui todos os aspectos da Dieta do Mediterrâneo tradicional, excluindo componentes com muitos carboidratos, como massas e arroz. A Dieta Mediterrânea de Baixos Carboidratos incorpora os aspectos saudáveis da Dieta Mediterrânea, com a metodologia de uma dieta de baixos carboidratos, de modo a criar um estilo único de alimentação, que resulta em perda de peso e aumento geral da saúde.

Benefícios à Saúde

Escolher uma Dieta do Mediterrâneo de Baixos Carboidratos reduz seus riscos de câncer, diabetes, derrames e doenças cardíacas. Utilizando a dieta por curto ou por longo prazo, os numerosos benefícios fazem valer a pena o esforço necessário para se manter na dieta.

Leia Também:

Por que a Dieta Mediterrânea é considerada sinônimo de alimentação saudável?

Ao contrário das dietas malucas que existem por aí, a Dieta Mediterrânea não exige que a pessoa passe fome, e também não exclui grupos alimentares do cardápio. Muito pelo contrário, ela prioriza uma alimentação saudável e balanceada.

Ao seguir esse regime alimentar, você deverá consumir peixes, azeite de oliva, frutas, cereais, ervas de cheiro, leite e derivados, vinho (com moderação). Além disso, deverá reduzir bastante o consumo de alimentos processados, carnes vermelhas e alimentos ricos em gordura animal. Também é importante reduzir o consumo de doces.

Como fazer a Dieta Mediterrânea

Para fazer essa dieta você não precisará quase morrer de fome, como acontece no caso de seguir dietas restritivas.

O que você deve fazer é simplesmente seguir os mesmos hábitos alimentares das pessoas que vivem nas regiões banhadas pelo Mar Mediterrâneo.

Leia Também: Dieta-Mediterranea

Você deve incluir nas suas refeições os seguintes alimentos:

  • Peixes: as pessoas que vivem às margens do Mar Mediterrâneo consomem muito peixe. Ricos em ácidos graxos ômega-3, os peixes são importantes para prevenir doenças cardiovasculares, combater inflamações e controlar os níveis de colesterol no sangue.
  • Azeite de oliva: o azeite é muito rico em ácido graxo monoinsaturado, portanto, aumenta o HDL (colesterol bom) e favorece a saúde do coração. Mas você não deve exagerar, pois apesar de ser saudável, o azeite de oliva é muito calórico.
  • Cereais: esses alimentos são muito importantes para fornecer energia ao organismo. Os cereais integrais são fontes de carboidratos, minerais, fibras e vitaminas.
  • Frutas e hortaliças: alimentos importantíssimos para fornecer minerais, fibras e vitaminas para o organismo. O consumo de frutas e hortaliças trazem diversos benefícios para a saúde, inclusive, ajuda a prevenir o câncer.
  • Leguminosas: as leguminosas não podem faltar no cardápio de quem desejar seguir a Dieta Mediterrânea. Elas são alimentos ricos em fibras, portanto, ajudam a regular o funcionamento do intestino, diminuem o LDL (colesterol ruim), prevenindo o aparecimento de doenças cardiovasculares.
  • Oleaginosas: são fontes de gorduras mono e polinsaturadas (gorduras boas). Essas gorduras são importantes para reduzir o colesterol ruim. Além disso, as oleaginosas são ricas em Selênio e Vitamina E, portanto, têm ação antioxidante, protegendo o organismo do envelhecimento precoce.
  • Vinho tinto: essa bebida possui uma grande quantidade de flavonoides, tendo poderosa ação antioxidante. Além disso, o vinho tinto ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, pois combate a formação de placas de gorduras nas paredes internas dos vasos sanguíneos. Mas apesar de trazer vários benefícios para a saúde, você não deve abusar dessa bebida, afinal, o vinho é uma bebida alcoólica e, em excesso, pode trazer graves prejuízos à saúde.
  • Leite e derivados: o leite e seus derivados são excelentes fontes de cálcio, e ajudam a manter a saúde dos ossos, evitando problemas como a osteoporose.

Mais uma dica!

A Dieta Mediterrânea realmente pode te ajudar a emagrecer e manter o peso ideal, mas além de fazer a dieta, você precisa também abandonar os hábitos sedentários.

leia também:

Os povos mediterrâneos têm boa saúde não apenas por causa da alimentação saudável e equilibrada. Eles fazem muito exercício físico, portanto, se você deseja ser tão saudável quanto eles, também precisa manter uma rotina de exercícios.

Você Precisa Ver Isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *