Dieta Paleolítica

A Dieta Paleolítica ou Dieta Paleo.

O esquema básico da dieta Paleolítica ou dieta paleo é o seguinte: “Não há necessidade de complicar com fases, regras detalhadas, etc. aquilo que, no fundo, é simples.

1) Cortar açúcar;

2) Eliminar grãos (especialmente trigo e soja);

3) Evitar raízes (“tubérculos”, em especial batatas) se você precisa perder muito peso (caso contrário, não);

4) Optar por comida de verdade;

5) Não consumir gorduras artificiais (margarinas) e evitar as refinadas (óleos extraídos de sementes);

6) Perder o medo da gordura natural dos alimentos;

Pessoal, no fundo é só isso!! Precisa de um doce? Coma uma fruta.Tá difícil perder peso? Elimine um pouco as frutas e/ou batatas. Cada um é diferente. Cada um precisa testar em si mesmo o que funciona, e aquilo que lhe torna possível seguir com o estilo de vida de forma continuada.¨ – Dr. José Carlos Souto, Médico urologista, considerado referência em dieta low-carb e paleo.

Isto não é comida de verdade:alimentos industrializadosIsto é comida de verdade:alimentação saudável Como Emagrecer de Vez

A Dieta Paleolítica ou Dieta Paleo – Como Emagrecer.

A dieta paleolítica ou dieta paleo, defendida por especialistas como a solução para um dos maiores problemas da atualidade: a obesidade. A explicação para isso seria o fato de o corpo humano não ter tido tempo para se adaptar aos hábitos alimentares do século 21. “Pesquisadores afirmam que 40 milênios não são suficientes para gerar no DNA uma alteração genética que prepare o organismo para tanta ingestão de cereais e alimentos industrializados”. Apesar de ter sido apresentada ao público pela primeira vez em um estudo publicado na revista científica The New England Journal of Medicine, em 1985, foi só recentemente que a dieta paleolítica ganhou um espaço maior entre as pessoas que querem mudar o estilo de vida

Segue descrição utilizada pelo blog Dieta Low-Carb E Paleolítica escrito pelo Dr. José Carlos Souto, Médico urologista, considerado referência em dieta low-carb e paleo.

referência – http://www.lowcarb-paleo.com.br/2012/01/dieta-paleolitica.html

A dieta paleolíticaComo Emagrecer de vez

Paleolítico refere-se ao período anterior à invenção da agricultura. Como vimos no post anterior, esta é a dieta à qual nossa espécie está geneticamente adaptada. Da mesma forma que estamos geneticamente adaptados à gravidade da terra, à concentração de oxigênio da nossa atmosfera, à temperatura do nosso paneta, pois estas são as condições que estavam presentes durante a nossa evolução, a dieta com a qual evoluímos moldou nossos genes.
Não existe um único tipo de dieta paleolítica. Hominídeos nômades vagaram pela áfrica, e posteriormente por todos os continentes, comendo aquilo que estava disponível. No litoral, isso significava um predomínio de pesca. Nas savanas, um predomínio de caça. Na maioria dos lugares, era suplementada com vegetais, frutas silvestres e raízes, além de insetos e larvas. Em locais como o círculo polar ártico, praticamente não havia vegetais disponíveis por pelo menos 6 meses. Em ilhas do pacífico, o coco chegava a compor mais da metade do consumo calórico. Assim, não há uma dieta paleolítica, mas várias. Mais importante do que as diferenças entre estas dietas, é o que todas têm em comum: a ausência de produtos refinados, alimentos processados e grãos.
É evidente que alimentos processados, açúcar, refrigerante e batatas fritas não faziam parte da dieta ancestral. O que não é tão intuitivo assim é a ausência de grãos. Afinal, o pão está presente no quadro da Última Ceia, sabemos que o trigo acompanha a civilização deste sempre. Mas, como vimos no post anterior, a agricultura e a civilização ocupam apenas as útimas 36 horas do calendário da nossa evolução. 10 mil anos são apenas 300 gerações. O que é o mesmo que nada do ponto de vista evolutivo.
Assim, com todas as variações geográficas e culturais, em pinceladas gerais podemos descrever da seguinte forma uma dieta paleolítica:
– Ausência de grãos
– Ausência de açúcar
– Ausência de laticínios
– Ausência de alimentos processados
A dieta paleolítica precisa ser adaptada aos tempos modernos. Afinal, é pouco provável que  maioria de nós pretenda consumir insetos e larvas ou caçar os animais selvagens com as próprias mãos.
A grande proporção de pessoas intolerantes à lactose atesta nosso despreparo evolutivo para lidar com laticínios após a primeira infância. No entanto, para aquelas pessoas que não apresentam tal intolerência, os laticínios fermentados não parecem apresentar maiores problemas.
Os graves problemas associados ao consumo de carboidratos atestam nosso despreparo evolutivo para lidar com essa classe de macronutrientes, que era escassa durante 99,5% da nossa evolução. O fato de que podemos sintetizar todos os carboidratos de que necessitamos a partir de proteínas e triglicerídeos também sublinha a ausência eventual dos mesmos em nosso passado paleolítico.
Os problemas associados ao consumo de grãos, além do fato de serem a maior fonte de carboidratos da vida moderna, são um capítulo à parte. Eu afirmo, sem sombra de dúvida, que a simples eliminação total dos grãos (pão, massa, farinha, biscoitos, etc, enfim uma dieta livre de glúten) fornece talvez 70% de todo o benefício de uma dieta paleolítica (em termos não apenas de perda de peso, mas de controle de síndrome metabólica e de patologias auto-imunes).

A Dieta Paleolítica ou Dieta Paleo.Como Emagrecer Rápido

A Dieta Paleo não é um regime revolucionário, é apenas uma dieta que promove o emagrecimento natural, de forma simples e inclusive ajuda a evitar e curar diversas doenças. Quem está acima do peso e busca emagrecer rapidamente, realizando dietas e regimes que as vezes até funcionam, mas acabam com o seu organismo, tem como resultado final o efeito sanfona, entre outros fatores que mexem até com o seu psicológico. Perder peso com saúde é a melhor maneira, pensando nisso vamos apresentar a Dieta Paleo e entender porque ela, apesar de não ser novidade, é totalmente funcional.

Segue utilizado como Referência – http://dietaemagrece.com.br/dieta-paleo-e-como-funciona.html

O que é a Dieta Paleo e como funciona?

Você já parou para pensar que os nossos ancestrais da era Paleolítica (paleozoica) tinham uma dieta baseada em carnes e frutas, e ainda sim eram muito resistentes a toda vida primitiva? No tempo paleozoico eles viviam em situações precárias, e venceram, deixando todas as gerações do mundo atual. Mas qual era o seu segredo para tanta vitalidade, força e por ter um corpo saudável?

É pensando neste assunto, que hoje iremos falar um pouco mais sobre a Dieta Paleo, uma dieta que tem como fundamento, seguir os padrões da era primitiva de mais de 2 milhões de anos atrás, onde o ser humano vencia com força dia após dia os predadores e era capaz de se manter esbelto, ter agilidade, energia e disposição. Fatores fundamentais para a sobrevivência na época, pois caso contrário deixava de ser caçador e viraria uma caça.

A Dieta Paleo é uma dieta muito simples, tão simples que não exige um regime, e nem que você fique controlando todas as suas calorias diárias. Ela influencia você a comer corretamente e com qualidade. Evita alimentos que sejam prejudiciais a nossa saúde, como os industrializados, os quais não existiam na era Paleo, e principalmente carboidratos, que além de engordar podem lhe trazer a tão temida diabetes.

Os resultados desta dieta se tratando de emagrecer com saúde e rápido, são praticamente imediatos.

O que comer na Dieta Paleo? Alimentos Permitidoscomo emagrecer

  • A dieta consiste basicamente em se alimentar de carne (proteínas), todos os tipos de carnes, com Omega-6 baixo, vísceras (fígado, rim, coração, cérebro, glândulas, frango, peixes e frutos do mar ricos em Omega-3 e também de frutas, vegetais, manteiga e azeite de oliva a vontade.
  • Também é liberado comer em poucas quantidades: Arroz branco, cenoura, batata, banana, tapioca, beterraba e batata doce. Leite de coco, mecadâmia, abacate e outros legumes, temperados o mais naturalmente possível.

Essa alimentação primitiva tem por base que nossos ancestrais eram caçadores e coletores, ou seja, se alimentavam somente de carnes, frutas, legumes e verduras, alimentos totalmente naturais.

  • Temperos: Se possível evitar o sal, por ser um produto refinado. Quando muito necessário, incluir o mínimo possível (1 pitada). Cebola, salsinha, alho, ervas e cebolinha
  • Bebidas permitidas: Café, Chás e Água.

O que NÃO comer na Dieta Paleo? Alimentos Proibidos

  • Nesta dieta você deverá evitar grãos de trigo, soja e seus derivados. Leite, margarina, bebidas industrializadas como cerveja, refrigerantes, sucos não naturais etc. Açúcares, biscoitos, óleos industrializados, de vegetais, feijão, salgados, massas, bolos e praticamente tudo que for industrializado.
  • Lembre-se de que a dieta é Paleo, ou seja, tudo deve ser o mais natural, mais primitivo possível, focando apenas em gorduras que sejam consideradas boas.

    Por que fazer a Dieta Paleo?

    O corpo humano foi “programado” a centenas de milhares de anos, a ter por base uma dieta praticamente composta por proteínas e gordura animal. Esta era a nossa fonte de energia no início de nossa era, o que nos dias atuais seria se alimentar basicamente de aves, peixes, bovinos e gorduras de origem animal não processadas.

    O conceito Paleo é focado no que nosso corpo foi instruído nas eras primitivas, que serviram de alimento e fonte de energia durante milhões de anos, até alguns séculos atrás, antes da criação de indústrias. Com a dieta Paleo você se sente livre para alimentar-se bem, ficando satisfeito e com uma paz interior de que está fazendo a coisa certa.

    Saiba que o nosso organismo tem a capacidade de gerar açúcar (glicose) a partir das proteínas e gorduras de origem animal que ingerimos. Então ficar sem comer doces não irá lhe fazer falta nenhuma.

    Mas saiba que você poderá entrar na dieta Paleo com calma, não precisa largar tudo que é industrializado e todos os doces de uma só vez, nesta dieta o extremismo está proibido! Vá tirando isto da sua alimentação gradativamente, até que não sinta mais a necessidade. Mas lembre-se de que você vai precisar eliminar, não adianta manter velhos hábitos achando que está resolvendo e que vai conseguir emagrecer.

    A verdadeira dieta de proteína

    Nosso organismo acumula gordura no corpo como fonte de energia em casos de emergência. Quando ingerimos altas quantidades de carboidratos, o organismo finge que queima eles, e em seguida já lhe da fome novamente, sempre querendo mais, assim você vai lá e come de novo, e todas essas gorduras “queimadas” dos carboidratos, são acumuladas no seu corpo, visto que você nem gastou e já “renovou” a sua fonte de energias.

    Passando a ingerir proteínas, seguindo a dieta Paleo, o corpo na primeira semana vai sofrer um pouco, pois estava acostumado a sempre ter uma fonte seguida de “energia”, e com a ausência dela, passa a queimar de verdade, por um período de longa duração, os alimentos que demoram mais a serem dissolvidos por nosso organismo. Com o passar dos dias o seu corpo se acostuma com a nova maneira de se alimentar e resultado é emagrecimento com saúde. Ele também passa a ter mais disposição física, melhora do bem estar, e consequentemente, a prevenção de doenças.

    Mas a dieta paleo é contra a ingestão de carboidratos (açúcar)?

    Não. Como já citamos, nossos ancestrais eram também coletores. Nas frutas existem boas fontes de carboidratos, o que a paleo propõe é a diminuição drástica de açúcares, eliminando os industrializados, comendo apenas frutas e quando necessário, fazer o consumo de adoçante, nunca o açúcar industrializado. Ou seja, diminuindo a fonte principal de alimentação (carboidratos) por mais carnes (proteínas) e mantendo um baixo nível de carboidratos através das verduras e legumes.

    Referencias: dieta Paleolítica  dieta Paleolítica

    Quem tiver dificuldades em ficar sem açúcar, poderá preferir Sucralose e não frutose. Exemplos de frutas boas para a ingestão de açúcar na Dieta Paleo: Frutas vermelhas (exceto maçã), coco e abacate.

Como Emagrecer  Como Perder Barriga  Emagrecer de Vez  Não consigo Emagrecer

Você Precisa Ver Isso:

Um comentário em “Dieta Paleolítica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *