Shakes para emagrecer: mitos e verdades

Shakes para emagrecer: mitos e verdades

 

Na busca pela perda de peso é muito comum recorrer a uma forcinha a mais, uma super dieta, chás emagrecedores ou um programa de exercícios indicados pelos seus amigos. Mas nenhum modismo tem feito tanto sucesso como os shakes para emagrecer. Prateleiras de farmácias, lojas de produtos naturais e até supermercados estão vendendo tais itens com preços bem variáveis e uma enorme promessa de perda de peso rápida. Mas nem tudo sobre eles é verdade e vale a pena analisar antes de começar a tomar.Emagrecer com shake

 

Os shakes de emagrecimento são produtos com composição de nutrientes, proteínas e carboidratos com a proposta de substituir uma refeição. Devem (ao menos em teoria) ser produzidos apenas com substratos naturais e alguns conservantes. Funcionam como emagrecedores porque ao ingerir apenas o shake você está deixando de consumir qualquer produto com gordura e outros itens nocivos a uma dieta de emagrecimento. Também são pobres em calorias e ajudam a equilibrar o consumo e com isso acontece a perda de peso. Mas vale a pena analisar ponto a ponto antes de começar a comprar.

 

Mitos sobre shakes para emagrecer

 

Os shakes são super nutritivos – eles contém algumas substâncias importantes como vitaminas, sais minerais, sódio, proteínas e carboidratos, mas não na mesma quantidade que frutas e verduras. Possuem diversos benefícios mas não são a mesma coisa que ingerir uma alimentação de origem animal e vegetal. Mas por mais promessas que se façam na embalagem sempre será um produto industrializado, com conservantes e outras substâncias químicas.

 

É a mesma coisa comer um prato de comida e tomar um shake – não, não é. Há sim substratos naturais no produto mas algumas substâncias como as fibras estão em quantidade insuficiente para as necessidades do organismo. Os nutricionistas costumam listar os shakes como substitutos parciais de refeições, nunca completos.

 

Tudo o que tem no shake é natural e bom para o corpo – esta conversa você já deve ter ouvido de vendedor de shake, dono de espaço de nutrição e alguns interessados em te filiar a um grupo de revenda de tais produtos. É um mito e dos grandes. Primeiro porque já informamos acima: há itens não naturais para transformar nutrientes em pó e outros componentes pouco falados pelos fabricantes.shakes para emagrecer 2

 

Frutose, por exemplo, está em tais produtos. Este é o açúcar presente nas frutas que vai se transformar em seu organismo em triglicerídeos, podendo causar inflamações no corpo. O emulsificante lecitina de soja dificulta a absorção de nutrientes. A maltodextrina também é açúcar e eleva a glicose do sangue. E claro, temos os corantes e estabilizantes para elevar a validade do produto na prateleira.

 

Depois de suspender o uso você engorda o dobro – pode acontecer, mas a culpa não é do shake. O super ganho de peso acontece porque você passou algumas semanas ou meses ingerindo refeições pobres em calorias. Quando suspende o uso do produto e volta a comer refeições normais calóricas começa a acumular e transformar em gordura, por isso o aumento do peso. Isso pode ser evitado? Sim, com uma dieta equilibrada e exercícios físicos. O ganho de peso é chamado de efeito rebote.

 

Posso tomar a minha vida toda e vou continuar perdendo peso – com um tempo seu corpo vai começar a se regular para a pouca quantidade de calorias e não vai mais perder peso como antes. As primeiras semanas são realmente fantásticas mas é apenas perda de líquido, muito maior entre as mulheres que são mais propensas a uma retenção líquida. Depois de algumas semanas a dieta estabiliza, o corpo começa a se acostumar com a rotina e não mais vai perder peso a menos que acelere o organismo com exercícios.

 

Não existe risco nenhum em tomar shake para emagrecer – em quantidade moderada não, desde que não troque refeições importantes e substitua apenas duas refeições. O excesso de proteínas e carboidratos no organismo (substâncias muito presentes em tais produtos porque saciam a fome) podem dificultar as atividades renais e causar problemas a médio e longo prazo. Os aditivos químicos presentes nos produtos não fazem bem aos mesmos órgãos também.

 

 

Verdades sobre shakes para emagrecer

 

Todo mundo consegue perder peso com shakes – sim, é verdade. A regra básica da dieta é simples. Se você consegue ingerir menos calorias do que queima, não vai acumular e nem transformar em gordura corporal e vai perder peso. Claro, é importante ressaltar que os primeiros quilos são de retenção líquida e não gordura e por isso somem mais rapidamente.

 

Eles ajudam a regular a refeição – sim. Tomando apenas um shake quando deveria costumava comer um enorme prato com carnes e outros alimentos gordurosos, o hábito alimentar tende a diminuir. Quem sentia muita fome depois das semanas inicias começa a comer menos mesmo suspendendo o shake. Antigas manias podem voltar mas pode ficar o benefício de uma alimentação mais regrada. Muitas pessoas conseguem regular a dieta com alguns meses de shakes emagrecedores e funciona bem.

Você Precisa Ver Isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *